Cajazeirense Marcélia Cartaxo é eleita melhor atriz no Festival de Cinema em Gramado-RS

A protagonista Marcélia Cartaxo e o diretor Allan Deberton: aclamados em Gramado.

Protagonizado por Marcélia Cartaxo, Pacarrete, de Allan Deberton, é ovacionado no 47º Festival de Gramado

Estreia de Allan Deberton na direção de um longa-metragem, Pacarrete foi exibido na terça-feira, 20/08, no Palácio dos Festivais, na Mostra Competitiva de Longas Brasileiros do 47º Festival de Gramado.

Inspirado em fatos reais, foi filmado na cidade de Russas, no Ceará, onde viveu a personagem protagonista. O longa aborda questões como a loucura, a permanência do sonho e o drama da velhice de uma bailarina clássica, que gostava de ser chamada de Pacarrete, que significa margarida em francês. Além da estreia em Gramado, o filme encerrará o 29º Cine Ceará e foi exibido no Shanghai International Film Festival.

Para dar mais realismo à produção, as filmagens foram realizadas na cidade natal do diretor. Nascida e criada em Russas, Pacarrete alimentou desde criança o sonho de ser artista e viver a vida na ponta da sapatilha, mesmo sendo de uma cidade conservadora onde mulher nasceu para casar e ter filhos. Mas é em Fortaleza que ela consegue estar nos centros dos palcos como bailarina clássica e se tornar professora de ballet. Com a aposentadoria, retorna para sua cidade natal onde pretende dar continuidade ao seu trabalho artístico, mas só se depara com desrespeito à sua arte: em vez de plateias de admiradores e aplausos, ela se defronta com o despeito daqueles que cruzam seu caminho. A bailarina de outrora, que acredita ainda ser, transformou-se na “louca da cidade”.

Para viver essa mulher que fez da aspiração de ser uma bailarina clássica o objetivo de sua vida, Deberton convidou a premiada atriz paraibana Marcélia Cartaxo, que foi ovacionada no Palácio dos Festivais. Os aplausos, primeiramente, apareceram no início da projeção, logo depois da cena de abertura. Depois, nos créditos finais, o público presente ficou em pé e aplaudiu por mais de cinco minutos. Já na saída do local, ainda nas escadarias do Palácio dos Festivais, Marcélia e equipe foram novamente saudados e aplaudidos pelos espectadores, visivelmente emocionados.

Além disso, antes da exibição, o diretor subiu ao palco acompanhado por alguns integrantes da equipe e do elenco, como o ator João Miguel e as atrizes Zezita Matos e Soia Lira. Em silêncio, levantaram cartazes com frases como “Ancine Sim”, “Ditadura Não” e “Marielle Presente” e foram muito aplaudidos.

Portal Alto Sertão com Créditos/www.cinevitor.com.br e Cinepop

COMPARTILHAR