Campinense elimina o Brasiliense em jogo dramático na Série D

A torcida do Campinense fez a festa no Amigão com direito a bandeirão e sinalizador (Foto: Divulgação/CC)

A torcida da Raposa viveu uma noite memorável nessa segunda-feira, no estádio Amigão, em Campina Grande. Pelo segundo confronto das oitavas de final do Campeonato Brasileiro da Série D, o Campinense conseguiu arrancar uma vitória por 1 a 0 em cima do Brasiliense no tempo normal e devolver o revés no jogo de ida, pelo mesmo placar. Nas penalidades, os donos da casa conquistaram a classificação com um triunfo por 5 a 4.

Agora, os rubro-negros enfrentam o Ferroviário-PE na busca pelas semifinais da competição que dá acesso à Série C do nacional. Por outro lado, o time da capital do país dá adeus ao seu projeto ambicioso.

Os visitantes entraram em campo com um elenco farto de jogadores experientes. Lúcio, zagueiro pentacampeão com a Seleção Brasileira, o meia Morais, o lateral Wellington Saci e o atacante Nunes tinham a missão de controlar a ansiedade de seus companheiros.

Nada disso, porém, foi capaz de minimizar o ímpeto dos donos da casa. O Campinense exerceu forte pressão em cima dos rivais desde o início e foi premiado nos minutos finais. Aos 44 do segundo tempo, Denilson, que havia entrado há pouco, completou cruzamento rasteiro da direita e, de letra, mandou para as redes.

Foi o estopim para que todos extravasassem no Amigão. Festa nas arquibancadas com direito a bandeirão e sinalizadores. No campo, Denilson chegou a receber cartão amarelo pela comemoração exaltada.

A vitória levou a definição da vaga para os pênaltis. E Tartá acabou sendo o grande vilão ao mandar sua cobrança na trave. Todos os outros batedores das duas equipes converteram seus chutes, com destaque para o centroavante Eduardo, responsável pela última batida. Com muita personalidade, o camisa 9 fez sua parte com uma cavadinha e garantiu o Campinense nas quartas de final da Série C para enfrentar o Ferroviário.

 

Gazeta Esportiva

COMPARTILHAR