CHEGA DE CORRUPÇÃO! QUEREMOS MUDANÇAS EFETIVAS

A despeito de tudo que se tem dito e propalado pelos meios de comunicação, a corrupção de fato não é criação original do PT e nem se aprofundou com ele. Esta história de que o Partido dos Trabalhadores institucionalizou a corrupção não passa de slogan criado pela oposição.

Porém, temos de reconhecer que o PT contribuiu enormemente para o agravamento da crise de corrupção que assola este país.

Há várias razões para o PT ter sido seduzido pelo doce sabor do dinheiro fácil, extraído em cascatas dos órgãos públicos que se encontravam sob a gerência de seus zelosos asseclas do crime.

Talvez a motivação mais emblemática para tais práticas, tenha sido a que sugeriu Leonardo Boff: “O Partido dos Trabalhadores trocou um projeto de país por um projeto de poder”.

Realmente, em raríssimas exceções ao longo da história, foi possível vislumbrar, na política brasileira, um projeto de país, mas tão somente de poder. Por isto o PT manteve na ativa a estrutura da corrupção: com suas propinas e seus acordos repulsivos tão carinhosamente chamados, por gente do partido, de “governabilidade”.

Conclui-se então que o PT não é a causa da corrupção, mas sim, a consequência de uma prática secular. É mais um partido que, por não romper com as estruturas de poder que regem o Brasil, se perdeu no labirinto da corrupção que é o combustível da política brasileira.

Eis o motivo porque desconfiamos do discurso inflamado e raivoso da opção. Soa muito mais como a raposa que deseja voltar a tomar conta do galinheiro. É ódio a um partido e amor ao outro, apenas.

O problema da corrupção não esta no âmago do povo brasileiro, mas sim, no tipo de sociedade que este povo está inserido e foi ensinado a sustentar.

Cabe a nós deixarmos de ser simplesmente ELEITORES POR OBRIGAÇÃO e passarmos a assumir a condição de CIDADÃOS POR CONVICÇÃO!

Somente assim, através da constante vigilância de todos nós cidadãos, cobrando daqueles que governam os destinos desta nação, que primem pela transparência, honestidade, respeito às leis e a vontade popular, possamos vislumbrar, lá no fim do túnel, uma luz capaz de irradiar esperança sobre o manto negro da corrupção.

COMPARTILHAR