Codificados custam quase R$ 24 milhões aos cofres do Governo do Estado da Paraíba

Uma noticia bomba pode mudar os rumos da governabilidade no Estado da Paraíba.

sábado, 20 de maio, 2017

Dados disponibilizados pelo Tribunal de Contas do Estado ao Sindifisco-PB revelam números alarmantes a respeito dos servidores codificados do Governo do Estado.

Conforme o TCE, apenas na Secretária de Saúde, em novembro de 2015, os 8.587 servidores codificados custavam, naquele mês, aos cofres públicos quase R$ 24 milhões.

Os servidores estão distribuídos em 120 unidades desta Pasta, a maioria lotada em hospitais de vários municípios paraibanos. Os recordistas em contratações são o Hospital de Trauma de Campina Grande (740 codificados), Complexo de Pediatria Arlinda Marques, em João Pessoa (490 codificados), Hospital e Maternidade Santa Filomena, em Monteiro (478 codificados), Hospital Edson Ramalho, em João Pessoa (451 codificados), além do Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro (404 codificados) e Hospital Infantil Doutor Noaldo Leite (312 codificados), ambos em Patos. Do total de servidores codificados, 128 recebem salários de até R$ 23,5 mil, outros 108 recebem salários de até R$ 20 mil, e mais 189 codificados com salários de até R$ 15 mil. (Confira a tabela )

Enquanto o Governo prioriza a contratação de codificados, os servidores efetivos amargam, nos últimos anos, pífios reajustes: 2011= 0%, 2012=3%, 2013=3%, 2014=5%, 2015=1%, 2016 e 2017=0%.

 

Fonte/sindifiscopb.org.br

COMPARTILHAR