Deputado quer investigação sobre gastos exorbitantes na Granja Santana

Janduhy preside o Patriotas na Paraíba (Foto: Alexandre Freire / Portal Correio)

O retorno ao trabalho pelos deputados estaduais na Assembleia Legislativa começa a fazer ressurgir temas importantes que haviam deixado de ser discutidos na Casa. Nesta terça-feira (14), por exemplo, Janduhy Carneiro (Patriotas), relembrou reportagem do Jornal CORREIO, que estampou gastos exorbitantes na Granja Santana, residência oficial do governador Ricardo Coutinho (PSB). Levantamento feito em junho  revelou que, em 13 meses, o Governo do Estado gastou um total de R$ 1,3 milhão apenas com alimentos e material de limpeza.

Janduhy não só trouxe o assunto de volta ao debate como também garantiu que irá provocar o Ministério Público do Estado para averiguar essas despesas. “Isso é muito grave! Entendo que o Ministério Público tem que verificar esses gastos na Granja, porque não tem explicação plausível. Foram R$ 38 mil de compra só de carne. Tem que verificar as notas fiscais, não tem como gastar isso no mês. Pedimos providências ao Ministério Público”, discursou o parlamentar.

Para Janduhy, os gastos com a Granja são contraditórios, já que o próprio governo alega não ter recursos para algumas obras, como no caso do Instituto de Polícia Científica (IPC), no bairro do Cristo, em João Pessoa, que foi interditado pelo Ministério Público do Trabalho que verificou uma situação de total abandono no local.

“Disse (o governo) que não tinha recursos para fazer as reformas necessárias o IML (Instituto Médico Legal. Os corpos iam para Campina Grande e quando retornavam já estavam em estado de putrefação. Não dá para entender quando diz que tem que conter gastos, não consigo entender porque não começa pelo governo, que gastou R$ 1,3 milhão com a Granja Santana só de feira”, ressaltou.

 

Fonte/Portal Correio

 

COMPARTILHAR