Exija Ordem- Exercer a Advocacia sem inscrição na OAB é crime

Iniciando uma série de atividades alusivas ao Dia do Advogado, no próximo dia 11 de agosto do corrente ano,  a OAB, Subseção de Cajazeiras, em atividade conjunta com a Comissão de Prerrogativas da OAB local, lançou nesta quarta-feira, dia 27/07/2016, a Campanha “EXIJA ORDEM”, visando convocar a sociedade e os órgãos públicos, no sentido de se criar o consenso quanto a necessidade de se afastar da atividade, pessoas que não se encontram devidamente inscritas na OAB, mas que vem praticando atos privativos de advogados.

O Lançamento aconteceu de forma simbólica no pátio do Fórum Ferreira Júnior, Comarca de Cajazeiras, às 09:00hs deste dia (27), quando os advogados presentes receberam material de divulgação da campanha, além de fazer registro fotográfico portando em mãos a Carteira do Advogado como forma de estimular a exigência da mencionada carteira quando estiver advogando.

A campanha visa atender ao clamor de diversos setores da sociedade e entidades públicas, que constantemente fazem chegar ao conhecimento da Diretoria da OAB local, que pessoas, alheias a atividade jurídica, estariam praticando atos privativos da advocacia em fóruns, presídios, delegacias e em órgãos administrativos, especialmente o INSS.

Desse modo, com a realização da aludida campanha, a OAB, Subseção de Cajazeiras estará encaminhando ofícios a todos os Juízes, Promotores, Delegados e Diretores de estabelecimentos prisionais da região de Cajazeiras, solicitando os bons préstimos para que seja exigido a carteira do advogado quando qualquer pessoa se apresentar como tal, até porque, exercer a advocacia sem ser advogado é crime e com isso as providências têm que ser tomadas.

Além disso, a campanha visa conscientizar a população para que sempre haja com cautela ao contratar os serviços de um advogado, procurando sempre ter a certeza de que não se encontram diante de um estelionatário, ou até mesmo um simples bacharel em direito, que se faça passar por advogado para auferir vantagem financeira indevida. Somente advogados inscritos nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil podem firmar contratos e procurações junto a seus clientes, para assim lhes prestarem serviços.

Esta é mais uma iniciativa louvável encabeçada pela Diretoria da OAB Cajazeiras, para resguardar os bons profissionais e a sociedade da ação de pessoas inescrupulosas, que certamente vem causando prejuízos quanto ao direito e o patrimônio de inúmeras pessoas.

Denunciar estes criminosos é muito mais que uma obrigação de todos nós cidadãos, é um instrumento eficaz na garantia do respeito às leis, à valorização da advocacia e ao direito daqueles que mais necessitam dos serviços prestados pelos advogados de nossa região.

 

Dr. Ferreira Junior

 

COMPARTILHAR