LUTO NO RÁDIO: Aos 75 anos, morre Sérgio Pinheiro, radialista e cronista esportivo

Foto: Reprodução/Ivo Aragão/Youtube

A crônica esportiva cearense amanheceu de luto nesta sexta-feira, 4: o radialista Sérgio Pinheiro veio a falecer aos 75 anos. Ícone da imprensa que cobre esportes – especialmente o futebol -, o comentarista estava internado no Hospital Gastroclínica vítima de infecção, mas não resistiu. O sepultamento será neste sábado, 5, às 9h30 no cemitério Parque da Paz. Não há informações precisas de local e hora do velório. Ele deixa a esposa Maria Luíza Pinheiro, uma filha e dois netos

Natural de Jaguaribe-CE, Raimundo Sérgio de Queiroz Pinheiro fez carreira no rádio piauiense e também no cearense. Aqui, ele se tornou bastante conhecido pelo seu trabalho. Atuou durante 20 anos alternados no Sistema Verdes Mares, tanto na rádio quanto na televisão. Também já passou pelo Grupo de Comunicação O POVO. Atualmente estava na Expresso FM.

Amigo pessoal, o radialista Sergio Ponte lamenta profundamente a morte do companheiro de profissão. “Perde a imprensa cearense um dos seus maiores ícones de todos os tempos. Do mesmo patamar de Paulino Rocha, de tanta gente boa que já faleceu. Ele vai fazer uma falta imensa. Sempre alegre, sempre feliz, na dele, um profissional irrepreensível. Lamento muito esse falecimento dele”, declara o coordenador da equipe esportiva do rádio na O POVO/CBN.

Na Expresso FM há quase dois anos, Sérgio Pinheiro estava lá por convite de Bosco Farias, com quem trabalhou por quase 19 anos. “Quando saí da Verdes Mares, fiz o convite. Ele me questionava sempre há muito tempo: ‘Bosco, se tu sair, me leva’, mas na época eu não pensava em sair. O dia chegou e aí fiz o convite para ele e fizemos essa dupla lá por quase dois anos. Perdemos um grande amigo, a crônica cearense perde um grande profissional”, lamenta.

CLUBES PRESTAM CONDOLÊNCIAS

Os dois grandes times da Capital se pronunciaram sobre o falecimento de Sérgio Pinheiro. O primeiro foi o Fortaleza que, através de nota em seu site oficial, se solidarizou com as pessoas próximas do cronista. “O Fortaleza através de sua Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo, Conselho de Ética, Conselho Fiscal, Comissão Técnica, Atletas e Funcionários se solidariza e presta as condolências à família e amigos de Sérgio Pinheiro”, lê-se.

Pouco tempo depois, o Ceará lançou também em seu site na internet a sua nota de pesar. Na publicação, o clube informa que declara um dia de luto e que, por isso, a sua bandeira permanecerá a meio mastro. “O jornalismo do estado do Ceará se enlutece com a perda irreparável de quem se entregou por mais de 50 anos pela profissão. A direção executiva e o conselho deliberativo se solidarizam à família de Sérgio Pinheiro e manifestam profundo pesar pelo falecimento, rogando para que seus parentes e amigos tenham conforto neste momento de dor e consternação”, declara.

Ambos deram a data do sepultamento e fizeram um breve histórico da carreira de Sérgio Pinheiro.

 

O POVO

COMPARTILHAR