Manoel Junior é investigado em mais uma fase da Lava Jato

A Comissão responsável por avaliar na Câmara Federal a Medida Provisória nº 653/2014, cujas possíveis irregularidades motivaram a Operação Capitu, desdobramento da Lava Jato na Paraíba e mais quatro estados, teve como relator o vice-prefeito de João Pessoa e ex-deputado federal Manoel Junior (MDB).

Na manhã desta sexta-feira (9), a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em um apartamento que seria de Manoel Junior, situado no bairro Altiplano, na Capital. Malotes foram recolhidos e levados para a sede da instituição, em Cabedelo, na região metropolitana.

O Portal Correio tentou contato com Manoel Junior, mas o celular dele estava desligado. A assessoria do vice-prefeito também não atendeu às ligações.

 

Portal Correio

COMPARTILHAR