Médico Cardiologista, alerta para doenças do coração

Cardiologista Welington Silva Baião/Foto Alto Sertão.com.br

O Alto sertão.com conversou com o médico Welington Silva Baião, cardiologista e eco cardiografia atuando há 15 anos. O profissional atende em Cajazeiras na Clínica Dr.Ananias  nas quintas e sextas-feiras e também na Faculdade Santa Maria.

O especialista falou sobre as doenças cardiovasculares, que estão entre as que mais matam no Brasil e em todo mundo.

“As doenças cardíacas só crescem, face ao envelhecimento da população e pelo tipo de vida que se tem levado, como o sedentarismo, o tipo de tensão que as pessoas são submetidas no trabalho. Hoje, a doença cardíaca é uma questão de saúde pública porque mata muito mais do que outras doenças graves”, afirma o médico.

Prevenção ainda é o melhor remédio

O cardiologista salienta que toda pessoa deve fazer exames simples periódicos, como aferição de pressão, colesterol e triglicerídeos. Os resultados destes exames servem como parâmetro  para diagnósticos de doenças cardíacas.

“Mais importante do que os exames, são os hábitos saudáveis. Boa alimentação e atividades físicas como caminhadas são essenciais e podem ajudar na proteção do coração contra essas doenças. Alimentos gordurosos, diabetes, sedentarismo, tabagismo e muitos outros fatores de riscos levam ao infarto, por exemplo”, ressalta o especialista.

É importante cuidar da saúde corrigindo o estilo de vida errado, evitando problemas futuros”, relata  Dr. Welington .

Mortalidade

Mais importante na redução da mortalidade é chegar o mais rápido no hospital ou na UPA, e encontrar o profissional certo, mais chances de vida o paciente tem”, pontua o cardiologista.

Sintomas de um infarto, pessoas obesas e os riscos

Normalmente, os problemas do coração apresentam sinais, que devem ser observados. Cansaço, falta de ar, principalmente dor no peito. Sintomas aos esforços devem ser observados com atenção que podem resultar em um possível  infarto.

 

Portal Alto Sertão.com.br- A Noticia com responsabilidade

COMPARTILHAR