Morre Rafael Henzel, sobrevivente da tragédia com o avião da Chapecoense

Rafael Henzel, jornalista da Rádio Oeste Capital (Foto: Arquivo pessoal)

Pouco mais de dois anos após sobreviver à tragédia com o avião da Chapecoense, Rafael Henzel morreu nesta terça-feira, aos 45 anos, vítima de um infarto. O jornalista jogava futebol na cidade de Chapecó, quando sofreu mal súbito e foi levado ao Hospital Regional da cidade, ainda com vida, mas não resistiu. A notícia foi confirmada pela Rádio Oeste Capital de Chapecó, onde narrador trabalhava.

Henzel foi um dos seis sobreviventes do voo La Mia 2933, que caiu no dia 29 de novembro de 2016 e vitimou 71 pessoas, entre jogadores, jornalistas, dirigentes, membros da comissão técnica da Chapecoense e tripulantes do avião. Além do jornalista, os atletas Jackson Follmann, Alan Ruschel e Neto, o técnico do voo, Erwin Tumiri, e a comissária de bordo Ximena Suarez também ficaram vivos.

Em 2017, o gaúcho lançou o livro “Viva Como se Estivesse de Partida”, no qual relatava a tragédia envolvendo a aeronave que seguia rumo ao aeroporto de Rio Negro, em Medellín, na Colômbia, para a final da Copa Sul-Americana diante do Atlético Nacional, e seus passos para superar o trauma. Rafael Henzel deixa a esposa e um filho.

 

LANCE!

Chapecó (SC)

COMPARTILHAR