OS DIABOS VERMELHOS VEM AO BRASIL

Sexta-feira, 11 de outubro de 2013  no estádio Maksimir em Zagreb, capital da Croácia, os belgas venceram os croatas por 2×1 selando seu passaporte depois de 12 anos de ausência em mundiais. A vaga já era esperada, pois os belgas vinham com uma campanha bem a frente de seus principais rivais no grupo (A), os croatas e os sérvios. A pista do aeroporto de Bruxelas foi aberta para que cerca de duas mil pessoas pudessem se despedir de seus diabos, e não deu outra, os diabos jogaram bem e ganharam da Croácia em seu campo.

Esta é uma geração renovada e que promete uma boa participação no Brasil, já que tem excelentes jogadores que atuam nas principais equipes da Europa,

como  o zagueiro Vermaelen do Arsenal, o outro defensor é Vincent Kompany do manchester City, no meio de campo o craque é Marouane Fellaini, do M. United, no ataque os principais jogadores sao: Romelu Lukaku e Eden Hazard. Lukaku perdeu um penalti contra o Bayern e o Chelsea o emprestou e Hazard continua nos blues. Os belgas conseguiram vencer os problemas da divisão do país, com jogadores flamengos e valões que não se davam muito bem entre si, devido a divisão política do país.

A Bélgica é um país que tem cerca de 30.000 km², um pouco mais que a metade da  Paraíba, mas que tem uma sociedade muito dividida: 55% do seu povo está em Flandres, região de fala flamenga, é a região mais rica do país. 45% são os Valões de fala francófona e tem tendência pelo separatismo. Ainda se tem um pequeno grupo de pessoas de origem germânica, na fronteira com Luxemburgo e Holanda. Ao todo são dez milhões de pessoas que não se entendem pela unidade nacional e que tem reflexos na equipe nacional de futebol.

Como nação colonizadora, no país existem milhares de pessoas de origem africana, e isso melhorou o clima na seleção de futebol, mas tem que ser dito que todos são belgas de nascimento, apesar dos nomes serem típicos de países da África. O zagueiro Vincent Kompany  já disse que é 100% belga e 100% congolês. Fellaini é descendentes de marroquinos e outros que são oriundos de além mar.

Outro fator que tem melhorado o futebol belga é o investimento em categorias de base, para se ter uma idéia, o centro de formação da Standard de Liège custou cerca de 18 milhões de euros, nele foram formados Fellaini e Axel Witsel que jogou no Benfica e hoje defende as cores do Zenit de São Petersburgo na Rússia. Com a venda dos jogadores, a Standard já lucrou mais de 30 milhões de euros.

O Treinador da equipe é Marc Wilmots, considerado o maior jogador da história do futebol em seu país. Jogou as copas de 1990,1994,1998 e 2002, jogou incluso contra o Brasil e perdeu por 2×0 na copa do Japão- Korea. Hoje, ele dirige essa seleção que é uma das mais promissoras da Europa, e que promete fazer bonito no ano que vem em nosso país, pois o ultimo grande resultado dos belgas foi o quarto lugar no mundial do México em 86, naquela época o time tinha o excepcional goleiro Jean-marie Pfaff e o atacante Jan Ceulemans . Com o time que está disponível, “os diabos vermelhos” podem fazer uma bela campanha no Brasil 2014.

COMPARTILHAR