Pesquisadores do IFPB criam programa que ajuda a diagnosticar infarto em fase inicial

Foto: Ascom IFPB/Divulgação

Uma pesquisa desenvolvida por um professor e quatro estudantes de engenharia elétrica do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) alia conhecimento e tecnologia para ajudar médicos no diagnóstico de problemas cardíacos. O projeto chamado de “Detecção de Infarto Agudo do Miocárdio pela análise automática dos parâmetros extraídos do Vetorcardiograma” usa técnicas de processamento de sinais e inteligência artificial para auxiliar médicos a diagnosticarem infartos em fases iniciais.

O software é capaz de analisar o exame de eletrocardiograma e, a partir dele, gerar um sinal tridimensional sobre o estado de saúde do paciente. Por meio de inteligência artificial, o equipamento se aperfeiçoa conforme os pacientes são examinados.

O sistema já foi registrado e a próxima etapa da pesquisa é testá-lo em hospitais do Brasil. “Com esses testes, serão realizados ajustes, e a pesquisa poderá auxiliar os médicos, além de ser expandida para outras patologias”, esclareceu o idealizador do projeto, professor Carlos Danilo Regis.

Para o pesquisador do IFPB, o trabalho surgiu dentro da visão de que a pesquisa deve criar e aprimorar tecnologias que possam ajudar a comunidade e desenvolver as capacidades dos alunos a criarem soluções que ajudem a sociedade.

 

Portal Alto Sertão com Fonte/G1 PB

COMPARTILHAR