Sobe para 9 o número de mortos em acidente com ônibus da Guanabara e carreta em Formosa

Agência Estado /Correio Braziliense.

A nona morte causada pelo grave acidente envolvendo um onibus e duas carretas, próximo à Formosa (GO), na BR- 020, foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal na manhã desta sexta-feira (16/2). Dorgival Lino da Silva teve múltiplos traumas e morreu às 22h de quinta-feira (16/2), no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). O corpo dele foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no Complexo da Polícia Civil.

Das doze vítimas atendidas na unidade de saúde, quatro receberam alta e três morreram. As outras cinco continuavam internadas até a última atualização desta matéria. Entre as vítimas do acidente, há um bebê de 1 ano. No DF, há pacientes ainda em hospitais de Sobradinho, Planaltina e Paranoá. Entre as vítimas mortas, há uma criança que ainda não está oficialmente identificada. O pai dela morreu no local da tragédia e a mãe, está internada.

O acidente aconteceu por volta das 6h30 de quinta-feira, quando o ônibus de viagem interestadual da Viação Expresso Guanabara, que ia de Cajazeiras (PB) a Goiânia, se chocou de frente com uma carreta. A causa do desastre ainda é investigada.

A polícia trabalha com a hipótese de o motorista do ônibus, que morreu no acidente e foi velado nesta sexta-feira, em Brazlândia, ter dormido ao volante, segundo relato de testemunhas. Um laudo elaborado pela Polícia Técnico Científica deve ficar pronto daqui uma semana. Em nota, a Guanabara comunicou que o veículo que se envolveu no acidente estava com 43 passageiros a bordo, além do motorista Édson Lopes Lima, de 47 anos.

Atendimento aos passageiros

“O ônibus havia partido da cidade de origem às 16h35 de terça-feira, 13, e o motorista tinha tido 20 horas de descanso antes de assumir o volante. Quando tomou ciência do fato, a Guanabara enviou de imediato uma força-tarefa de Brasília para prestar a assistência necessária aos passageiros”, informou a empresa, ligada à Real Expresso. “A Guanabara lamenta o ocorrido e ressalta que irá prestar assistência necessária às vítimas.”

A empresa disponibilizou o telefone do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) 0800-7281992 para atendimento aos familiares dos passageiros.

A Guanabara informa ainda que instaurou um procedimento interno para investigar as causas do acidente e está à disposição para prestar todas as informações necessárias aos órgãos competentes para a elucidação da ocorrência.

Vítimas mortas

Edson Lopes Lima

Pedro Nogueira de Araújo

Antônio Hilton Pereira Rodovalho

Nataiane Lopes dos Santos

Wigna Casimiro Gonçalves

Isac Maximiano de souza

Terezinha Felix dos Santos

Dorgival Lino da Silva

Criança ainda não identificada

 

Fonte: SSP/GO e PC/DF. 

 

COMPARTILHAR