Web Rádio da UFPB tem primeiro estudante com deficiência visual como âncora

A web rádio “BitRadio”, uma das ações da VI Edição da Bit.Week, evento de tecnologia e comunicação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tem primeiro estudante com deficiência visual como âncora. Felipe Veras (de óculos escuro, na imagem ao lado), 19 anos, matriculado no 2° período do curso de Comunicação em Mídias Digitais, além de comandar a programação ao vivo, opera a mesa de som do estúdio.

“Comecei a me interessar por comunicação por causa do meu irmão, William Veras, que também é deficiente visual. Ele cursa Jornalismo e trabalhou durante 12 anos como apresentador de diversas rádios, entre elas a Rádio CPAD 96,1 FM, em Jaguaribe; a Rádio Consolação 107.7 FM, no Castelo Branco; e a Rádio Comunitária Cidade 104,9 FM, em Cajazeiras.”, conta o aluno. Em 2014, seu irmão resolveu se candidatar ao cargo de Deputado Estadual, abrindo espaço para que Felipe desenvolvesse suas habilidades.

Através de um sistema de interação a distância, Felipe Veras consegue se comunicar com os repórteres Matheus Argolo e Nohan Gomes, também estudantes de Mídias Digitais, que realizam entrevistas com palestrantes, participantes de mesas redondas e de workshops e que repassam músicas pedidas pelo público da Bit.Week. Na trilha sonora, predominam grupos e artistas locais como Elon Barbosa, Nathalia Bellar, Banda-fôrra, Vieira e Seu Pereira e Coletivo 401.

“Uso uma mesa de som analógica comum. As digitais não são muito acessíveis para deficientes visuais. De um modo geral, não tenho problemas para realizar minhas atividades diárias, só quando utilizam recursos visuais. Mas meus professores sempre me ajudam quando preciso”, garante o discente.

Coordenada pelo professor do Departamento de Mídias Digitais Paulo Serrano, a BitRadio tem funcionado das 14 às 18h. Ao todo, oito alunos participam do projeto. A programação pode ser conferida no saguão principal do bloco do curso de Comunicação em Mídias Digitais, no campus I, em João Pessoa, ou através da página da rádio web.

 

Fonte:

Reportagem e Imagem: Pedro Paz – Ascom UFPB

COMPARTILHAR