Assessor de vereadora na Câmara é preso com 51 quilos de drogas, na madrugada deste sábado

Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) prenderam, na madrugada deste sábado (19), um assessor parlamentar que atua no gabinete da vereadora Luci Duartes – Tia da Moto (PDT). Ele foi detido com outros três homens e uma mulher com 50 quilos de maconha e um quilo de skunk (variedade de cannabis sativa de odor mais forte).

Conforme o site Santa Maria 24 Horas a apreensão ocorreu no momento em que o quinteto chegava à cidade em um Chevrolet Corsa, com placas de Rosário do Sul, e em um Volkswagen Gol, com placas de Santa Maria, que faria o serviço de escolta. A droga estava no porta malas do Corsa.

Já o site do Diário  informa que os homens foram encaminhados à Penitenciária Estadual de Santa Maria (Pesm) e a mulher ao Presídio Regional de Santa Maria.

O Portal da Transparência da Câmara de Vereadores indica que o assessor parlamentar preso começou a atuar no Legislativo em abril deste ano. Ele ganha um salário mensal de R$ 1.355,79.

Conforme informações apuradas pelo Site, o servidor possui ficha criminal por tráfico de entorpecentes, ameaça, furto qualificado, lesão corporal, desobediência e disparo de arma de fogo.

Surpresa

Luci Duartes soube da prisão de seu assessor durante o dia e demonstrou surpresa com o fato.

“Logo que tomei conhecimento, determinei o desligamento funcional. Defendo o regular processo jurídico para apurar os fatos e que isto não seja utilizado por determinadas pessoas como palanque eleitoral e até disseminar áudio e informações privadas pelas redes sociais com a finalidade de angariar votos”, relata Luci.

A vereadora disse que não compactua com atos ilícitos e que não possui informações por outros atos cometidos por seu assessor no passado.

“Com certeza defendo que a lei seja cumprida em toda sua ordem… Que ele pague pelos seus atos”, disse Luci.

 

Fonte/https://claudemirpereira.com.br

COMPARTILHAR