Ceará tem mais mortes por Covid-19 que 141 países do mundo

Cemitérios da Grande Fortaleza ampliam capacidade, a exemplo do Cemitério do Bom Jardim Foto: PAULO ALBERTO

Não é nenhuma novidade que o Ceará figure entre os estados do Brasil com o maior número de óbitos em decorrência da Covid-19 – a doença provocada pelo novo coronavírus. Atualmente, está em terceiro neste cálculo, perdendo apenas para os registros em São Paulo (3.743) e Rio de Janeiro (1.770). Mas os cearenses não têm só essa conta para fazer. Isso porque, de acordo com dados da universidade estadunidense Johns Hopkins, que mapeia, em tempo real o número de casos confirmados e óbitos pela doença ao redor do globo, o Ceará está à frente também de 141 países do mundo neste quesito. Estão considerados nessa análise locais onde a pandemia já está em declínio; onde ela acabou de começar; ou que têm curva epidemiológica parecida com a do Estado.

Até as 10h desta terça-feira (12), o Ceará somava 1.228 óbitos em razão do novo vírus, sem contar as mortes suspeitas, cuja testagem foi realizada para possível confirmação da doença. As informações regionais constam na última atualização da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

Em número de casos fatais, o Ceará está à frente de países com populações maiores que a sua e que fazem fronteira com outras nações já castigadas pela pandemia da Covid-19 neste ano, como é o caso de Portugal. Na Europa, os portugueses dividem limites com a Espanha e o Oceano Atlântico. Porém, enquanto 26,6 mil espanhóis morreram por causa do coronavírus, em Portugal foram 1.144 até essa segunda-feira, conforme a Johns Hopkins.

Quando comparado a um país vizinho ao Brasil, só o Ceará já registrou quase quatro vezes o número de mortes totais da Argentina. Até essa segunda, 305 argentinos faleceram em razão da infecção viral. Considera-se, entretanto, que a população argentina é quase cinco vezes maior do que a cearense. O que confere ao país latinoamericano uma taxa de mortalidade significativamente inferior.

Dos cinco países mais populosos do mundo, os cearenses apresentam maior índice de óbitos do que dois deles: Paquistão (667 mortes com população de 212,2 milhões) e Indonésia (991 óbitos, com população de 267,7 milhões). Ambos estão na Ásia, continente que apresentou o primeiro registro da Covid-19. Os dois países, atualmente, estão passando por um aumento no número de casos e mortes, o que pode indicar o crescimento da infecção.

 

Por Cadu Freitas, cadu.freitas@svm.com.br

COMPARTILHAR