Deputada diz que situação de Azevedo é insustentável e cobra renúncia ou afastamento

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) comentou, durante entrevista à Rádio Campina FM, os últimos trechos da delação da ex-secretária Livânia Farias, que envolve o governador João Azevêdo e alguns deputados com o suposto recebimento de propinas da Cruz Vermelha.

Ela disse que as revelações são gravíssimas e que, por conta disto, o governo não tem mais legitimidade, governabilidade, moral e nem condições para governar.

– A partir do momento em que essas delações trazendo o nome dele nessas denúncias, de que ele recebia, enquanto pré-candidato, uma mesada vinda da propina, sabendo de onde vinha esse dinheiro, não há mais legitimidade para esse governo. A campanha dele foi feita com o dinheiro da Saúde, Educação. Lamento muito que a Paraíba esteja passando por esses momentos e é impossível não querer que a Justiça continue agindo – disse.

Toscano ainda opinou dizendo que o governador João Azevêdo deve ser afastado ou renunciar ao cargo.

Quanto ao possível envolvimento de colegas de parlamento da deputada, terem recebido mesadas da Cruz Vermelha, segundo a delação de Livânia, Camila disse que é preciso investigar os fatos e que quem estiver envolvido seja punido.

 

Fonte/Tanaarea.com.br

COMPARTILHAR