Estratégia do Guto funciona em vitória do Ceará contra o Flamengo

Foto: Kid Júnior / SVM

Uma vitória gigante e que vale muito mais que três pontos na tabela. O triunfo do Ceará por 2 a 0 sobre o Flamengo, na noite de ontem, na Arena Castelão, é o típico resultado que garante moral elevada, renovação da confiança e, após duas derrotas seguidas, revigora o ambiente e reforça a certeza de que o trabalho está sendo bem desenvolvido.
Com o resultado, o Ceará chegou aos 13 pontos e se manteve na primeira metade da tabela. Um ótimo início de competição após dez rodadas, mantendo vantagem sobre a zona de rebaixamento.

E isso vem como consequência de uma sólida atuação em que o Alvinegro mostra poder de reação para se superar dentro do jogo. Após um primeiro tempo abaixo do que pode produzir, com o Flamengo superior, o Ceará voltou do intervalo com outra postura, se impôs e apresentou o que faltava em outras partidas: a tão esperada efetividade.

A postura foi bastante semelhante à apresentada nos jogos contra Atlético-MG e Internacional, ambos fora de casa, em que o Vovô apresentou boa organização defensiva, intensidade na marcação e solidez para anular os pontos fortes do adversário, mas não teve capacidade de converter as finalizações em gols.

Contra o Fla, o cenário foi praticamente o mesmo. No primeiro tempo, o Rubro-Negro teve bem mais posse de bola (63%), finalizações (8×4) e o controle das ações. O Ceará não conseguiu agredir e não levou gol em nenhum lance sequer.

Mas aí é onde entra o mérito de Guto Ferreira. A estratégia de segurar o ímpeto do time visitante na etapa inicial e levar a igualdade para, no intervalo, fazer os ajustes necessários, se mostrou eficaz. Principalmente porque teve competência para converter as chances criadas em gol.

Dois gols em jogadas originadas de bola parada comprovam a competitividade de um time que sabe potencializar seus pontos positivos.

 

Escrito por André Almeida, andre.almeida@svm.com.b

COMPARTILHAR