Nos pênaltis, Flu vence a Taça Rio e decidirá o Carioca contra o Flamengo

(FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

“Clássico é clássico”. “Favoritismo não entra em campo”. “Final não se joga, se ganha”. O Fluminense colocou à prova os clichês do futebol ao enfrentar o Flamengo nesta quarta-feira, no Maracanã, e com uma atuação de muita entrega, conquistou a Taça Rio, seguindo vivo na disputa pelo título do Carioca. Após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, Muriel brilhou na disputa por pênaltis, pegando duas cobranças, e garantindo o Tricolor na decisão estadual.

Os gols desta noite foram marcados por Gilberto – o primeiro do Flu neste retorno do futebol carioca – e Pedro, pelo Flamengo. Nos pênaltis, Nenê, Hudson e Fernando Pacheco converteram suas cobranças pelo Tricolor.

Mesmo com as arquibancadas do Maracanã vazias, por conta da pandemia do novo coronavírus, o elenco tricolor e a comissão técnica comemoraram bastante a conquista no gramado após a disputa de pênaltis. E com justiça. Afinal fez uma apresentação digna de uma das grandes equipes do Brasil.

Agora, serão mais dois clássicos pela decisão do Campeonato Carioca, nos próximos dias 12, às 16h, e 15, às 21h30. O regulamento prevê que, por ser dono da melhor campanha, o Flamengo escolha em qual jogo será mandante.

A luta do Fluminense para que tivesse a transmissão da final da Taça Rio teve resultado. Além da vitória dentro de campo, com o título conquistado nos pênaltis, o jogo contra o Flamengo rendeu o recorde de maior live da história do Youtube, com um pico de cerca de 3,590 milhões de acessos simultâneos. Além disso, desde que anunciou a partida, o clube pulou de 222 mil para 425 mil inscritos no canal.

O Flu bateu o recorde do próprio Fla de acessos simultâneos em uma transmissão no Youtube, chegando aos 2,3 milhões já aos 13 minutos do segundo tempo. Contra o Boavista, o Flamengo chegou a 2,1 milhões de visualizações ao mesmo tempo. No fim, o canal do clube ultrapassou até mesmo a live da cantora sertaneja Marília Mendonça, que era a dona do recorde mundial com 3,2 milhões de visualizações simultâneas.

 

Lance.com.br

COMPARTILHAR