Secretário de Saúde da PB é posto no Paredão do HRC, e tenta apagar o fogo entre os defensores da Operação Calvário em Cajazeiras

Secretário de Saúde Geraldo Medeiros, Jeová Campos, Júnior Araújo, Carlos Antônio e Telmo Arruda

A imagem diz tudo, após a denúncia do deputado estadual Jeová Campos (PSB), que se reporta assim: “Não vou aceitar ser chicoteado, protestando  a forma como vem agindo dentro do HRC, aliados do secretário Júnior Araújo e dos ex-prefeitos Carlos Antônio e Denise, que perseguem além de  fazerem ameaças”.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, participou de uma audiência pública, nesta sexta-feira (28), onde foi debatido a implantação da Lei 11.721/2018, de autoria do deputado Jeová Campos, que trata do teste do Pezinho ampliando, para crianças recém-nascidas, nos Hospitais da Rede Estadual de Saúde.

O mesmo, Geraldo Medeiros esteve literalmente no paredão do Hospital Regional de Cajazeiras, cercado pelo deputado estadual Jeová Campos, deputado e secretário  Chefe de Gabinete, Júnior Araújo, ex-prefeitos Carlos Antônio e esposa Denise Albuquerque.

Muitas promessas de melhorias foram feitas para o HRC, além de correligionários  políticos que estiveram  para apagar o fogo, entre os defensores da Operação Calvário que afundou a Saúde na Paraíba .

Enquanto isto o Hospital Regional de Cajazeiras, permanece na UTI com as ingerências e negligências políticas, que só fazem mal ao povo humilde e carente, que procura aquela tão importante casa de saúde no Alto Sertão paraibano.

 

Portal Alto Sertão.com.br- A Noticia com responsabilidade

COMPARTILHAR