TCE-PB reprova as contas e imputa débito de R$ 7.1 milhões a ex-prefeita de Cajazeiras

Divulgação/rede social

Reunido em sessão ordinária, via remota, nesta quarta-feira (18), o Pleno do Tribunal de Contas do Estado rejeitou as contas de 2014 da ex-prefeita de Cajazeiras, Francisca Denise Albuquerque de Oliveira (Proc. 04467/15), a quem foi imputado um débito no montante de R$ 7.116.445,59, referente a pagamentos sem comprovação de restos a pagar e locação de veículos. Ainda cabem recursos.

De acordo com o voto do relator, conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, a ex-prefeita de Cajazeiras realizou pagamentos sem comprovação – a título de restos a pagar de exercícios anteriores, em valores que somados passam dos R$ 6 milhões. Também não foram comprovadas despesas pagas pela locação de veículos, Além de uma multa de R$ 9 mil, a ex-gestora ainda foi penalizada em R$ 711.634,56 mil, equivalente a 10% do débito imputado.

O parecer do TCE agora vai para Câmara Municipal de Cajazeiras, que decidirá pela manutenção da reprovação ou não de Denise Albuquerque.

Denise Albuquerque concorreu no último domingo (15), mais uma vez a prefeitura de Cajazeiras, onde foi derrotada pelo atual gestor, José Aldemir.

 

Portal Alto Sertão.com.br com Ascom TCE –PB

COMPARTILHAR